Páginas

sábado, 9 de maio de 2015

Dias das Mães: Profissionais de sucesso compartilham suas histórias


Isabel



Cristiane


Danielle



Taissa









A mulher moderna tem hoje um papel diferenciado na sociedade já que muitas vezes acumula funções pessoais e profissionais, precisando cuidar da casa, do trabalho, de si mesma e da família. Dizem que quando nasce um filho, nasce também uma mãe e muita coisa muda para a mulher. Há aquelas que abrem mão da carreira em prol dos filhos e outras que optam por conciliar a maternidade com a profissão, desempenhando primorosamente os dois papéis.
Danielle Parizotto é nutricionista por formação, proprietária do Restaurante Le Chef e conta que ser mãe, esposa e empresária a faz ser a pessoa mais realizada do mundo. “Para mim, o mais importante é o tempo que tenho com a Laura. Hoje ela está com três anos, os anos passam muito rápido e o que vão nos restar são as lembranças. Por isso gosto de oferecer a ela um tempo de qualidade, mesmo chegando em casa cansada devido à rotina do restaurante. Laura me mostra que tudo fica fácil quando entramos em seu mundo de faz de conta. Isso é gratificante”, diz.
hair stylist Isabel Nogueira considera-se uma mãe moderna. Sua rotina no IC Hair Concept é bastante ocupada e o empreendimento exige dela muitas horas dentro do salão. Mãe de adolescente, Isabel acredita que é preciso ter jogo de cintura para conciliar maternidade e profissão. “Muitas vezes a Giovanna está comigo no salão e precisa de atenção, nem que seja para auxiliá-la a escolher um look para ir ao shopping. Tiro um minuto do atendimento às clientes e procuro me voltar a ela. Mesmo quando estamos longe, procuramos manter contato pelo Whatsapp, assim ficamos conectadas por um tempo maior”.
Outras profissionais preferem separar maternidade e profissão. É o caso dapersonal chef Taissa Schuartz que abandonou a carreira de advogada e aprimorou-se em gastronomia, abrindo a empresa A Chef Chic. Tudo isso buscando ter mais qualidade de vida para também oferecer isso aos filhos. “Acredito que ser mãe é inerente à condição de mulher, como caminhar e respirar. Ao ser mãe aprendi que é possível fazer milhares de coisas enquanto se ama e cria os filhos. Sou contra a tirania que por vezes a sociedade cria em torno da maternidade. Ser mãe é um presente e procuro separar totalmente trabalho e família”.
Já a escritora Cristiane Souza optou por abandonar uma carreira executiva para desenvolver novos projetos e oferecer aos quatro filhos mais tempo com qualidade, também separando trabalho da família. “Utilizo o método pomodoro para melhorar a produtividade e concentração. Isso me ajuda a procrastinar menos e realizar mais. E faço o possível para me policiar para viver cada momento em seu momento. Uma atenção plena. Hora de ficar com eles, ficar com eles. Hora de trabalhar, trabalhar”, finaliza.

IFR Comunicação
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.