Páginas

quarta-feira, 8 de abril de 2015

OAB Paraná restaura imóvel no centro de Curitiba

Edifício Maringá





Edifício Maringá foi adaptado e modernizado para abrigar a nova sede da entidade


            Praça Tiradentes, Rua das Flores, Paço da Liberdade e muito mais. Mesclando o antigo e o novo, a região central de Curitiba abriga a história da cidade e possui uma completa infraestrutura de transporte, comércio e serviços. Redescoberto pelos curitibanos após o projeto de revitalização promovido pela Prefeitura Municipal, o centro terá mais um de seus imóveis históricos reativados. Construído em meados dos anos 50, o Edifício Maringá - que funcionou como sede da OAB Paraná entre 1957 e 2006 - volta a abrigar a instituição a partir de abril.

            Localizado na Rua Cândido Lopes, em frente à Biblioteca Pública do Paraná, o prédio foi adquirido pela Caixa dos Advogados do Paraná em 2012, que investiu na restauração do espaço. Mais do que uma simples reforma, o edifício passou por um processo de retrofit, que consistiu na adaptação e modernização dos espaços a fim de
preservar a memória da advocacia paranaense e, ao mesmo tempo, tornar o imóvel mais sustentável. Quem assina o projeto é o arquiteto Leonardo Hauer, que também foi responsável pela atual sede da OAB Paraná. "Durante quase 50 anos, o edifício foi sede de grandes lutas e debates democráticos da sociedade paranaense. Além do resgate histórico, apostamos que ele será um local de aperfeiçoamento intelectual e profissional e ainda um presente para Curitiba", explica Juliano Breda, presidente da OAB Paraná. 

            Divididos entre a Caixa dos Advogados do Paraná, que administrará o espaço, a OAB Prev Paraná e a ESA-Escola Superior de Advocacia, os 12 andares e os mais de 1.600 m² do Edifício Maringá funcionarão como um espaço de cultura, lazer e assistência aos profissionais de Direito do estado. Além da biblioteca jurídica particular mais completa e importante do estado, doada pelo professor Egas Moniz Dirceu de Aragão, o imóvel vai contar com salas de reuniões, escritórios compartilhados, auditório, lanchonete, salas de apoio para advogados do interior que vêm para a capital e um espaço para guardar documentos e objetos que fizeram parte da história da advocacia paranaense. "Os mais de 50 mil advogados paranaenses recebem uma nova casa. Como a demanda foi crescendo, precisávamos ampliar o espaço físico para atender melhor nossos associados. Na nova sede, vamos ampliar as ações voltadas para a classe e a gama de serviços oferecidos", conta José Augusto Araújo de Noronha, presidente da Caixa dos Advogados. A sede da OAB no Ahú continuará abrigando todos os  serviços que hoje são prestados aos advogados, além das diretorias das duas instituições.

IEME Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.