Páginas

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Espaço Kids começa a ser destaque em projetos arquitetônicos comerciais e corporativos

 Eduardo Petry





O arquiteto paranaense Eduardo Petry explica que o ambiente infantil deve ser criado com conceitos consistentes, 
que influenciem a criança de maneira positiva e apresenta um de seus projetos

Já comuns nos atuais condomínios residenciais, como os social clubs, os espaços kids começam a ser destaque em projetos de arquitetura comercial e corporativa. Um dos principais exemplos está no mercado de entretenimento gastronômico, que vem crescendo cada vez mais, assim como a necessidade de seus frequentadores, sendo uma delas a conveniência de se ter um espaço voltado para entreter crianças. Mas se engana quem acredita que este ambiente infantil está sendo utilizado somente por restaurantes. Lojas de roupas, materiais de construção, shoppings e até mesmo escritórios ecoworking já contam com projetos especiais para esse tipo de espaço.
O lúdico foi prioridade em um dos projetos do arquiteto paranaense Eduardo Petry para um dos mais conhecidos restaurantes de Curitiba. O local de 25 m² abusa de cores e símbolos e estimulam a criança.
O piso vinílico, opção moderna e ecológica que possibilita a criação de desenhos e recortes, foi utilizado com cores fortes e linhas que remetem a caminhos e instigam a imaginação da criança, fazendo-a interagir não somente com os objetos e brinquedos disponíveis, mas também a faz criar novas aventuras. “Os caminhos fazem com que a criança fique livre para criar a sua própria aventura, deixando sua imaginação mais aguçada por meio de estímulos não tecnológicos”, comenta Petry.
O arquiteto explica que um estudo de cores foi realizado na hora de colorir o ambiente. “Utilizamos muitas cores relaxantes no espaço: O amarelo estimula a criatividade e alegria; O azul claro passa a ideia de tranquilidade; O verde claro está ligado à segurança e proteção. Portanto, as cores finais resultam em um equilíbrio perfeito, deixando a criança tranquila e apta para imaginar”.
Um dos pontos altos do projeto é a presença de um elemento com o formato de árvore, que possui diversas prateleiras em seu tronco. Além de todo aspecto funcional, o objeto tem como função desvincular o entretenimento infantil de itens completamente tecnológicos e que se resumem a ambientes internos. “A ideia da árvore surgiu devido ao uso excessivo de tecnologia. As crianças de hoje em dia, raramente brincam em parques ou longe da televisão, portanto, tentei deixá-las confortáveis com a presença de um símbolo que remeta à natureza”, comenta o profissional. Outros itens também remetem ao lúdico, como o ABC na parede e a mesa em formato curvilíneo.
“É importante que o espaço kids não seja, simplesmente, um local no qual os pais possam deixar seus filhos. Deve ser um ambiente estimulante e que faça com que as crianças criem, brinquem e, acima de tudo, imaginem”, finaliza o arquiteto Eduardo Petry.

Sobre Eduardo Petry: Arquiteto e urbanista graduado pela Universidade Federal do Paraná, Eduardo Petry atua na área desde 1986, sendo referência no segmento por apresentar projetos arrojados, funcionais e de acordo com as tendências do design internacional. Em seu currículo, possui participações nas principais mostras nacionais da área e do design de interiores. Seu escritório atua nas mais variadas vertentes, sendo elas, residencial, comercial, institucional, interiores e gerenciamento de obras. O profissional também exerce a função de professor universitário.

Serviço:
Eduardo Petry - Escritório de Arquitetura
Rua Brigadeiro Franco. 1303 – Mercês – Curitiba
Telefone: (41) 3323-4556

TIPCOMM
Assessoria em Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.