Páginas

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Sapatilhas que dão ritmo Modelos de bico fino em verniz se encaixam em diversos ambientes









Os flats, calçados que não tem salto, deixaram de ocupar apenas as produções casuais, invadindo todos os estilos e ambientes. Nessa categoria, que preza pelo conforto, estão as sapatilhas. Com uma variedade de modelos e materiais, a imensidão de escolhas permite encaixes diversos. A Tutu Ateliê de Sapatilhas mantém o ritmo da dança na escolha dos materiais de seus últimos lançamentos. O verniz que invadia os passos coreografados nos anos 1930, também é matéria prima para as sapatilhas de bico fino. 

Os sapatos de bico fino vêm da França, comumente usados por homens durante o século XIV, representavam o status social da realeza. As sapatilhas point toe foram popularizadas pela Chanel, em um desfile durante a uma das Semanas de Moda de Paris em que todas as modelos coordenadas por Karl Lagerfeld deixaram os pés mais próximos da passarela.

Esse modelo garante elegância aos sapatos baixos, também alongando a silhueta quando não há quebra de cores, para tanto basta utilizar matizes mais próximas à pele. Deixando as pernas a mostra, o bico fino e o nude transformam a imagem em uma forma mais longilínea. Uma montagem monocromática, combinando calças ou meia calça no mesmo tom da sapatilha, também garante este efeito.

Os escritórios não se abstêm das ballerinas. Para usá-las durante o trabalho basta saber balancear as cores. Tons neutros vão de encontro a atmosferas mais formais, enquanto cores vibrantes podem alegrar a produção quando o dress code é mais livre. Para as românticas, despojadas, modernas ou formais, sapatilhas de bico fino em verniz são um assessório coringa no armário.

Fonte: Bureau de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.