Páginas

terça-feira, 15 de julho de 2014

Boa educação é uma qualidade atemporal que deve ser aplicada aos pequenos e grandes encontros




Aristóteles disse que “o homem é um ser social por natureza”. Mas para conviver com o outro é preciso sintonia entre as partes. A boa educação nunca sai de moda. Os grandes faraós egípcios já tinham regras de convivência. A etiqueta à mesa se popularizou com Luís XIV, na corte francesa. Atualmente, pequenos atos corriqueiros podem atribuir o status antes reservado à realeza.

O “bom dia”, como cumprimento, e o “obrigado” em sinal de gratidão, destacam àqueles que não dispensam as cortesias. A especialista em imagem e comportamento Claudia Piantini sinaliza essa característica como algo atemporal: “a cordialidade é uma postura que denota refinamento e entendimento. É necessário se colocar no lugar do outro e sempre permitir ter espaço para tratar o próximo com delicadeza”.

Quando o tema é receber pessoas, em casa ou em um lugar público, a consultora observa a importância de deixar confortáveis todos os dos convidados. Pequenos detalhes fazem toda a diferença. A identificação do encontro e do traje como informal ou formal, a comida a ser servida (se antecipando ao caso de uma possível alergia ao alimento servido) e horário de inicio e término do evento são alguns exemplos. “Valorizar a presença do seu convidado com carinho e receptividade. O evento é seu, e o convidado também, por isso toda a sua boa vontade em dar a este momento um toque especial deve ser feito com esmero e alegria!”, diz Claudia.

Na posição de convidado, é preciso ter bom senso com os horários de chegada e saída. Sem exagerar em demonstrações públicas de intimidade ou buscar ser o centro das atenções. A deselegância está nos excessos, segundo Claudia. “Uma atitude que demonstra boa educação é o respeito pelo evento. É importante a forma como se comporta antes, durante e depois. Pessoas educadas são pessoas que apreciam o respeito pelo outro”, completa. Dos costumes mais antigos ligados à etiqueta, o sentar-se à mesa é o que mais estamos habituados. Partilhar uma refeição em companhia é uma demonstração de carinho e valorização dos que estão por perto. Neste sentido, Claudia apresenta o workshop “A História do Comportamento a Mesa”, no dia 19 de julho, desvendando mais das tradições que constroem nossa convivência social.

Serviço
Workshop A História do Comportamento Social
No dia 19 de julho das 10h às 15h30min
Hotel Full Jazz: Rua Silveira Peixoto, 1297 - Batel
Investimento: R$300,00
Inscrições: contato@claudiapiantini.com.br; 41 3092.1447. 


Sobre Claudia Piantini

Claudia Piantini é especialista em Consultoria de Imagem, Estilo de vida e Comportamento, desenvolvendo trabalhos para pessoas e empresas. Através dos estudos de análise cromática, visagismo e consultoria de imagem, possibilita uma completa avaliação de aperfeiçoamento aos seus clientes, harmonizando-se as suas necessidades diárias. Trabalhou com moda inclusiva com o projeto Moda Visível, que trata de consultoria de imagem para mulheres deficientes visuais, como também instruiu diversas palestras nos mais reconhecidos meios acadêmicos curitibanos. Participou de eventos como Paraná Business Collection e Inesquecível Casamento.

Fonte: Bureau de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.