Páginas

quarta-feira, 7 de maio de 2014

La Chiviteria traz sabor uruguaio para Curitiba


 Chivito da Casa: pão de hambúrguer especial, bife de filé mignon assado na chapa, bacon, presunto, queijo mussarela, alface, tomate, azeitonas, ovo cozido em rodelas, maionese Hellmann’s e molho especial da La Chiviteria.



Bar e café instalado no Largo da Ordem traz
o autêntico chivito e variações


Crédito: João Thibes


Curitiba, maio de 2014 - A Rua Jaime Reis, no Largo da Ordem, acaba de ganhar sabor castelhano. La Chiviteria traz para Curitiba o autêntico chivito uruguaio, um lanche típico a base de pão e filé mignon muito popular em Montevidéu e no balneário Punta Del Este.

Ideia original dos empresários Márcio Reinecken e Cristiano Baladón (ambos com raízes no Uruguai), La Chiviteria é um bar e café com ambiente aprazível, ideal para quem gosta de fazer suas refeições com calma e acompanhado dos amigos.

O cardápio da La Chiviteria tem três opções do lanche (Tradicional, Canandense, Da Casa) e ainda uma versão com frango, o brasileiríssimo Franguito. No almoço, o local disponibiliza pratos feitos (carne e frango). Para quem gosta de embutidos, o Chouripan e a Húngara são versões com linguiça passadas na chapa. O chivito no prato também é uma opção interessante para quem não quer sair do carro-chefe da casa.

O toque original fica por conta das receitas de família. O croquete de carne, sequinho e bem temperado e a maionese da família Baladón. No cardápio de bebidas, cervejas nacionais e uruguaia e vinho.

A decoração não se prende ao folclórico, com plotagens, peças vintage e grandes luminárias industriais que dão vida ao local.

Um pouco de história

Tudo começou em um dia nos anos 40, quando Antonio Carbonaro, o proprietário do desaparecido El Mejillón de Punta del Este, teve de sair do apuro para evitar dizer a uma cliente o que mais assombra um proprietário de restaurante: o termo “não temos”.
“Foi uma noite complicada. Havíamos sofrido um apagão. E chegou uma cliente... Creio que do norte da Argentina ou do Chile, que pediu carne de chivito (cabrito em espanhol). Como não tínhamos, preparamos um pão tostado e colocamos uma fatia de presunto e um pedaço de churrasco. A mulher se encantou. Por sorte saímos do apuro e ainda, sem querer, inventamos o Chivito”, contou Carbonaro, falecido em 2003.
A ideia se transformou em febre, fazendo com que o El Mejillón chegasse a vender mais de mil Chivitos por dia. A partir daí o sanduíche se espalhou pelo território uruguaio, e ganhou inúmeras versões.         

La Chiviteria
Av. Jaime Reis, 598, Largo da Ordem, fone (41) 3024-5044
Funcionamento: seg. Das 11h30 às 17h30; de terça a sexta, das 11h30 às 24 horas; sábado, das 18h às 24 horas.

Fonte: Bureau de Comunicação
Foto:  João Thibes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.