Páginas

segunda-feira, 24 de março de 2014

Boletim Festival de Curitiba



 
Falta 1 dia para começar a festa do teatro!

O espetáculo internacional Sonata de Otoño traz o cineasta Ingmar Bergman para o palco

Em 1978, Ingmar Bergman levava às telas Sonata de Outono, drama intimista e complexo que expunha um delicado acerto de contas entre mãe e filha afastadas há anos. As duas eram vividas, respectivamente, por Ingrid Bergman, em sua última atuação no cinema, e Liv Ullmann, a atriz favorita do diretor. Desde então, o roteiro, indicado ao Oscar, tem ganhado diversas versões para os palcos em todo mundo. Daniel Veronese, um dos mais celebrados dramaturgos e diretores argentinos contemporâneos, imprime sua marca com esta montagem. Para adaptar o texto de Bergman, ele buscou uma montagem impactante que ganha força graças ao trabalho de seus três atores em cena. “Sonata de Otoño”, que tem percorrido a América do Sul, é um dos destaques internacionais da Mostra do Festival de Curitiba deste ano.


Fringe recebe companhias do interior e do litoral paulista na Mostra Ademar Guerra

O Fringe tem entre suas novidades para este ano a Mostra Ademar Guerra, que integra o Programa de Qualificação em Artes da Secretaria de Cultura do Governo de São Paulo e vem pela primeira vez para o Festival de Curitiba. Criado em 1997 com a proposta de dar orientação artística a grupos teatrais do interior e litoral do São Paulo, os artistas vêm com nove trabalhos para o festival entre espetáculo e oficinas. A Mostra Ademar Guerra começa pela narrativa musicada “Cordel do Amor Sem Fim”, da Cia Atores em Conserva, no Teatro Experimental da UFPR. Depois, é a vez do drama “Um pequeno animal selvagem”, da companhia Os Cogitadores Cia de Teatro. O Grupo Anônimos da Arte sobe ao palco com a comédia “Histórias Lá da Serra”. No dia 31, é a vez de oficinas e bate-papos. Em abril, nos dias 2, às 17h, e 3, às 15h e 17h, a Cia Núcleo 2 apresenta “Quadrado”.  Como sexta atração, entra em cartaz nos dias 4, 5 e 6 de abril, às 17h, “O Arquiteto e o Imperador da Assíria”, da Cia de 2. Também nos mesmos dias, mas às 20h, grupo Mênades & Sátiros Cia de Teatro apresenta “Angústia”. “A Barca do Inferno”, do Grupo do Athos, e “Casa de Bonecas”, de Os Bárbaros Cia de Teatro, são as peças dos dias 5 e 6, marcando o encerramento da Mostra Ademar Guerra.


Mágico faz truques diante dos olhos do público em bilheteria do Festival de Teatro de Curitiba
O mágico Jeff Aragon surpreendeu a todos que estavam comprando ingressos para o Festival de Curitiba neste sábado e domingo na bilheteria do Shopping Palladium. Além de fazer mágicas bem diante dos olhos do público, ele anunciou que os ingressos para o Mish Mash - o show de variedades do Festival - estavam pela metade do preço nesses dias. Entre as 15h30 e 16h30, Aragon executou técnicas de prestidigitação com cartas, moedas, anéis, barbantes e outros objetos cotidianos sob o atento, mas incrédulo, olhar de quem passava por ali. Ele mostrou inclusive o truque em que a carta escolhida e marcada com caneta por uma das pessoas que assistia ao show ficava presa ao teto do shopping. Apesar do grande pé direito, tudo deu certo! O Mish Mash, com curadoria do canadense Derek Scott (foto), acontece no Parkcultural, nos dias 27 e 28 de março, a partir das 20h.

Apesar de inundações, grupo de Rondônia confirma presença no Festival

Pela terceira vez no Festival de Curitiba, o grupo que apresentará a peça "Julieta de Bela Flor" durante o Fringe é presença confirmada nesta edição. O grupo vem de Porto Velho, cidade bastante afetada pela cheia do Rio Madeira, que já deixou mais de 1.700 famílias desalojadas e teve algumas rodovias de acesso fechadas. Apesar da enchente, o grupo não foi afetado e embarca para Curitiba na próxima semana. "Como nós vamos de avião, está tudo ok", tranquilizou Eules Lycaon, diretor da companhia. Ele contou ainda que está bastante animado, já que adorou participar das edições anteriores. Com estreia no dia três de abril, Julieta de Bela Flor faz parte das apresentações gratuitas do festival e conta a história de duas irmãs com personalidades bastante diferentes uma da outra, ambas em busca de um grande amor. O espetáculo ressalta a diferença entre ser e ter, mostrando os perigos da ambição, da traição e da inveja no decorrer da vida

A paixão e a fúria  de Callas

“Paixão e fúria – Callas, o mito” é um espetáculo de dança que celebra o aniversário de 90 anos da cantora lírica Maria Callas e marca a estreia do Studio3 Cia de Dança no Festival de Teatro de Curitiba. No palco, 20 bailarinos enfrentam o desafio de incorporar a paixão e a fúria, dois sentimentos que se tornaram a identidade artística de Callas.

“O mundo da ópera se divide antes e depois de Callas. Ela recuperou para a ópera o verdadeiro sentido do drama. Foi a maior de todas as intérpretes trágicas”, avalia o roteirista e diretor José Possi Neto. Usando uma linguagem lúdica, o espetáculo traz as decepções e glórias de sua vida. Com a pesquisa musical realizada por Felipe Venâncio, a trilha sonora conta não apenas com músicas do repertório de Callas, como também com músicas do universo contemporâneo.

O coreógrafo Anselmo Zolla e Possi mais uma vez unem suas ideias para uma criação, como fizeram em “Martha Graham”, “Memórias”, “Samba”, “Suor Brasileiro” e “Teu corpo é meu texto”. Os bailarinos que compõem o elenco fixo do grupo, encabeçado por Vera Lafer, terão a companhia da bailarina clássica Marilena Ansaldi, que nos anos 50 foi solista do Teatro Municipal de São Paulo, e nos anos 60 integrou o elenco do Balé Bolshoi, onde foi solista.

De volta ao Brasil ainda nos anos 60, Marilena reassumiu seu lugar no Teatro Municipal de São Paulo e surpreendeu a classe artística abandonando o balé clássico para tornar-se atriz, sendo pioneira da dança-teatro no Brasil. “Este é um trabalho que une dança, teatro e traz aos palcos a Marilena como convidada especial, então acredito que o público curitibano terá curiosidade para assistir”, avalia Possi. “Tem que correr para comprar ingresso para esta estreia”, segundo Possi, porque “se tratando de bons espetáculos, como o nosso, os últimos não serão os primeiros”.

PAIXÃO E FÚRIA – CALLAS, O MITO
FESTIVAL DE TEATRO DE CURITIBA – MOSTRA 2014
Teatro Positivo
Dia 5 de abril – 21h
Dia 6 de abril – 19h

Ficha técnica:
Direção: José Possi Neto
Criação Coreográfica: Anselmo Zolla                                                                    
Roteiro: José Possi Neto
Direção Musical: Felipe Venâncio
Cenário:  Renata Pati e Brito Antunes
Figurinos: Fabio Namatame
Artista convidada: Marilena Ansaldi
Elenco: Beth Risoléu, Dilênia Reis, Laura Mayer, Liliane Benevento, Liris do Lago, Mara Mesquita, Melissa Soares, Renata Almeida, Vera Lafer, Alexandre Nascimento, Anderson Ribeiro, Edgar Dias, Israel Alves, José Perez, Jurandir Fanarof, Laudinei Delgado, Luciano Martins, Sergio Galdino
Direção Artística: Anselmo Zolla
Direção Geral: Evelyn Baruque
Duração: 80 min.


Fringe recebe Mostra Ademar Guerra
Grupos de diferentes cidades de São Paulo trazem peças e oficina para o Festival

O Fringe tem entre suas novidades para este ano a Mostra Ademar Guerra, projeto que integra o Programa de Qualificação em Artes da Secretaria de Cultura do Governo de São Paulo e vem pela primeira vez para o Festival de Curitiba. Criado em 1997 com a proposta de propiciar orientação artística a grupos teatrais do interior e litoral de São Paulo, o projeto vem com nove trabalhos para o festival entre espetáculos e oficinas.

 “Fizemos um recorte das atividades desenvolvidas na edição de 2013 levando em conta algumas considerações que compõem os objetivos do projeto, como autonomia e consciência do grupo para gerir seus próprios caminhos como artistas e disciplina para a prática do trabalho, pois cabe aos participantes definir quais são as justificativas concretas que mobilizam esse coletivo em função de um fazer artístico”, explica o curador Sérgio Ferrara.

Para ele, é importante que os grupos apresentem seus trabalhos e ampliem o diálogo com o público por meio de um evento como o Fringe. Por isso, a Mostra Ademar Guerra vem com diversos trabalhos. A começar pela narrativa musicada “Cordel do Amor Sem Fim”, da Cia Atores em Conserva, no Teatro Experimental da UFPR (veja serviço abaixo). Depois, é a vez do drama “Um pequeno animal selvagem”, da companhia Os Cogitadores Cia de Teatro.  

O Grupo Anônimos da Arte sobe ao palco com a comédia “Histórias Lá da Serra”. No dia 31, é a vez de oficinas e bate-papos. Em abril, nos dias 2, às 17h, e 3, às 15h e 17h, a Cia Núcleo 2 apresenta “Quadrado”.  Como sexta atração, entra em cartaz nos dias 4, 5 e 6 de abril, às 17h, “O Arquiteto e o Imperador da Assíria”, da Cia de 2. Também nos mesmos dias, mas às 20h, grupo Mênades & Sátiros Cia de Teatro apresenta “Angústia”. “A Barca do Inferno”, do Grupo do Athos, e “Casa de Bonecas”, de Os Bárbaros Cia de Teatro, são as peças dos dias 5 e 6, marcando o encerramento da Mostra Ademar Guerra.

“A curadoria procura estabelecer um olhar que considera o trabalho desses grupos como processo em construção, sem início nem fim e com características marcantes como simultaneidade de ações, dinamicidade, associações, transformações que transcorrem à margem da memória, dos registros de percepção e da pluralidade individual de cada grupo orientado por artistas”, completa Ferrara.
A ideia, segundo o curador, é a de alimentar indivíduos e não só um projeto. “Ele deve ser extensão da nossa capacidade humana vinculada à sensibilidade e percepção, só então poderemos criar relações necessárias entre as disciplinas cênicas para o andamento da obra a ser construída. Os grupos devem fomentar dentro do seu repertório a necessidade de assistir peças de outras companhias no intuito de criar um aprendizado baseado em referências de encenação. Todo esse trabalho torna a estrutura do grupo mais orgânica, viva”, destaca.

Programação
A Barca do Inferno
Comédia
Onde: Praça Osório - 05/04/2014 16h
Largo da Ordem - Relógio das Flores - 06/04/2014 18h
Quanto: Gratuito

Angústia
Drama
Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR
04/04/2014 20h - 05/04/2014 20h - 06/04/2014 20h
Quanto: R$ 20,00

Casa de Bonecas
Pós-dramático
Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR
05/04/2014 15h - 06/04/2014 15h
Quanto: R$ 20,00

Cordel do Amor Sem Fim
Narrativa Musicada
Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR
27/03/2014 20h30 - 28/03/2014 15h - 28/03/2014 20h
Quanto: R$ 20,00

Histórias lá da Serra
Comédia
Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR
29/03/2014 20h - 30/03/2014 20h
Quanto: R$ 20,00

O Arquiteto e o Imperador da Assíria
Absurdo
Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR
04/04/2014 17h - 05/04/2014 17h - 06/04/2014 17h
Quanto: R$ 20,00

Oficinas e Bate-papos
Onde: SESC Paço da Liberdade
Quanto: Gratuito

Quadrado
Pós-dramático
Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR
02/04/2014 17h - 03/04/2014 15h - 03/04/2014 17h
Quanto: R$ 20,00

Um Pequeno Animal Selvagem
Drama
Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR
27/03/2014 17h - 28/03/2014 17h - 29/03/2014 17h - 30/03/2014 17h
Quanto: R$ 20,00

Fonte: 23. º Festival de Curitiba
Assessoria de Imprensa 
Foto: Arnaldo Torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.