Páginas

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Bosch participa do projeto sustentável CasaE


- Coletores solares para aquecimento de água, placas fotovoltaicas e sistemas de segurança e detecção de incêndio são os produtos Bosch presentes no projeto 
- Casa reunirá soluções que atendem à demanda de instalações com maior eficiência energética 


Campinas - A Bosch se junta à BASF na realização do projeto CasaE - Casa de Eficiência Energética, espaço que apresentará soluções inovadoras aplicadas ao conceito de uma residência sustentável. 



A casa, localizada na Avenida Vicente Rao, zona sul de São Paulo, reunirá produtos e técnicas construtivas que atendem à demanda de instalações com maior eficiência energética. Pensando nesse conceito, a Bosch contribuirá com coletores solares para aquecimento de água, placas fotovoltaicas - responsáveis pela transformaçã o de energia solar em energia elétrica - e sistemas de segurança e detecção de incêndio. 



"Oferecer soluções sustentáveis, potencializando o seu uso junto aos novos empreendimentos, é um dos objetivos da Bosch e, por isso, apoiamos a iniciativa. O mercado exige produtos de alta performance, mas também que atendam às demandas globais por fontes de energia limpa e redução de consumo, tudo isso sem abrir mão da otimização de custos e do conforto diário", comenta Rafael Campos, vice-presidente de vendas da divisão Termotecnologia da Bosch. 



Sistemas Bosch na CasaE 



Atualmente, a indústria da construção consome cerca de 40% da energia global e contribui com 30% da emissão de gases responsáveis pelo efeito estufa. Por isso, o modo de se projetar, construir e morar deve sofrer alterações. Uma das soluções para uma edificação mais eficiente é o aquecimento de água por meio da energia solar. E para a CasaE, a Bosch disponibilizou o coletor Solar 3000. 



Foram instalados dois coletores que se destacam pelo acabamento seletivo em cromo negro e que garante alta eficiência térmica em temperaturas de até 120º. Além disso, possui vidro solar temperado, que resiste até 250 quilos de pressão de água por m2, isolamento térmico espesso que evita a perda de energia, superfície de absorção de 2,09 m²; e conexões hidráulicas do tipo "engate rápido", garantindo um bom rendimento e instalação mais rápida e hermética. O modelo escolhido produz o equivalente a 83,1 kWh/m².mês e tem certificação "A" do Inmetro e selo Procel. 



"O uso da energia solar para aquecer água já é uma realidade. Além disso, cada m2 de coletor solar evita a emissão anual de 1.000 quilos de CO2 na atmosfera. Ou seja, além de economizar na conta de energia, o usuário participa ativamente na redução das emissões de dióxido de carbono", explica Rafael Campos. 



Os coletores solares que equipam a CasaE geram mensalmente 345,8 kWh. Uma fonte elétrica precisa ria de 364 kWh para aquecer o mesmo volume de água suportado pelos equipamentos Bosch. 



Além dos coletores, a Bosch disponibiliza um reservatório térmico com capacidade de 500 litros. Caso a energia solar não seja suficiente devido aos dias nublados e com baixa radiação solar, o sistema é apoiado pelo Therm 8000S, um aquecedor a gás, que conta com a tecnologia de condensação, ou seja, o calor liberado na combustão é aproveitado para pré-aquecer a água de entrada que o torna mais eficiente e permite atingir uma economia de até 30% de gás em relação aos modelos tradicionais. O Therm 8000S também é certificado pelo Inmetro com etiqueta "A", figurando a lista dos mais eficazes do mercado. 



Outra novidade que a Bosch leva à CasaE é a geração de energia elétrica por meio daação da energia solar, através de placas fotovoltaicas. Serão instaladas oito placas no telhado; um inversor de energia, para a alteração da corrente, possibilitando o uso na casa e um equipamen to de monitoramento do sistema e um painel informativo, que mostrará a geração de energia em tempo real. 



O sistema pode gerar aproximadamente 2.250kWh/ano, que poderá ser distribuído em diversas aplicações na residência. A energia gerada será integrar à rede elétrica da casa e contribuirá na redução de consumo de eletricidade da concessionária local, resultando na redução da conta de luz. 



Os módulos fotovoltaicos Bosch são de tecnologia mono-cristalina e tem alto desempenho e durabilidade. 



Na área de segurança, a Bosch fornece equipamentos contra intrusão, incêndio e o CFTV (Circuito Fechado de Televisão). O sistema contará com um painel que irá monitorar os sensores de intrusão e de detecção de incêndio.



A CasaE também contará com detectores de fumaça Série 500 - linha que combina um desenho ultra plano a uma grande variedade de anéis coloridos, que quando montados no sensor, harmonizam a cor do detector a do teto onde foi instalado, t ornando-o praticamente invisível. O sistema de detecção sem câmera ótica oferece um alto desempenho na detecção de fumaça, sem interferir na estética do imóvel. 



Já o CFTV, contempla câmeras fixas; câmeras com IR (infravermelho), que permite o monitoramento mesmo com a ausência de iluminação no local; e câmera móvel com 26X de zoom ótico e 360° de rotação horizontal. As imagens geradas podem ser armazenadas em um gravador digital. 



Os produtos Bosch são fabricados com materiais de alta qualidade e durabilidade. As aplicações para atender às demandas residenciais têm acompanhado o ritmo de crescimento do mercado da construção civil. ¿O número de clientes que procuram a Bosch buscando soluções eficientes e integradas em segurança para condomínios residenciais e empreendimentos comerciais cresceu em média 30% no último ano", aponta Marcos Menezes, gerente de vendas e marketing da divisão Security Systems para o Brasil. 




Sobre a CasaE 



A Cas aE é a primeira Casa de Eficiência Energética da BASF no Brasil e o país é o 10º a receber esse tipo de contrução no mundo. O projeto recebeu soluções inovadoras desenvolvidas pela BASF e pelos parceiros envolvidos com o objetivo de reduzir o consumo de energia e a emissão de CO2. O diferencial da CasaE começa pelo sistema construtivo, em blocos de poliestireno expandido que proporcionam isolamento térmico. Espumas especiais nas paredes contribuem com conforto acústico e térmico. Aditivos para concreto foram utilizados para reduzir o consumo de água na obra. No acabamento tintas, vernizes e adesivos com pigmentos especiais atuam no controle da temperatura. A obra ainda conta com pisos drenantes, que evitam o acúmulo de água na superfície. Também estão presentes produtos voltados para revestimento, impermeabilizantes e antiderrapantes. O interior do imóvel conta com tinta antibactéria Suvinil, que diminui 99% das bactérias nas paredes. Traz ainda muitas novidades para o merca do de construção brasileiro e coloca à disposição da indústria a mais diferenciada tecnologia em materiais de alta performance, eficiência energética e proteção climática. O compromisso da BASF é transformar a química para oferecer soluções inovadoras e economicamente viáveis. Dessa forma, contribui com a construção de um futuro mais sustentável para as próximas gerações. 

Fonte: In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação.
SÃO PAULO/SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.