Páginas

terça-feira, 30 de abril de 2013

Cabe ao locatário cuidar da conservação do imóvel durante o contrato, incluindo combate às pragas.


 Conflitos entre locador e o locatário não são novidade, mas em um mercado que não para de crescer, as imobiliárias já aprenderam que é preciso orientar bem as partes no ato da assinatura do contrato para que tudo corra bem até o final e cada um saiba exatamente qual é a sua atribuição em relação ao imóvel.
De acordo com Maurício Junior, gerente de contas da Auxiliadora Predial, imobiliária recém-chegada à capital paranaense que conta com 81 anos de história e 60 lojas distribuídas por quatro estados, a conservação do imóvel durante a locação é de total responsabilidade do locatário, inclusive em relação ao combate as pragas. “Se houver algum item quebrado, ele é obrigado a consertar. Exceto aquilo que não seja causado diretamente pelo locatário, como encanamento, infiltrações e rachaduras.” Mas diante de problemas desta natureza, a recomendação é comunicar o fato por escrito ao proprietário para que as medidas necessárias possam ser tomadas antes que o caso se agrave.
“O proprietário, por sua vez, obriga-se a entregar o imóvel em perfeitas condições de uso, sobretudo no que diz respeito à segurança, inclusive com todos os itens funcionando como: torneiras, pias, janelas e vaso sanitário”, afirma o gerente da Auxiliadora Predial. O locatário, no entanto, deve ficar atento aos detalhes na hora da vistoria, tirar todas as dúvidas e ainda documentar o estado em que o imóvel foi entregue. Lembrando sempre que se concordar em receber o imóvel com uma cortina ou com lustres, terá que devolver da mesma forma ou ressarcir o proprietário. Com isso, aquilo que não é de interesse do locatário deve ser mencionado e removido. Ou pelo menos colocar em contrato que tal item não é parte do imóvel e não precisa ser mantido.
Para fazer alterações e reformas no imóvel, o inquilino é obrigado a solicitar autorização por escrito do proprietário, especificando exatamente o que pretende alterar, que tipo de material vai usar etc.

Saiba mais sobre a Auxiliadora Predial

Com 60 lojas hoje, a Auxiliadora Predial está em quatro estados brasileiros, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, onde a empresa foi fundada em 1931. A Auxiliadora Predial é atualmente líder nos segmentos de administração de condomínio, aluguel e venda de imóveis no Rio Grande do Sul e já está entre as maiores do país em administração de condomínios.
Há três anos se instalou em São Paulo, onde já conta com oito agências (Avenida Paulista, Vila Clementino, Moema, Jardins, São Bernardo do Campo, Santo André, Turiassu e Pompeia).  Em 2012, inaugurou a primeira agência em Santa Catarina, e ingressou no mercado do Paraná, escolhendo Curitiba para receber a primeira loja franqueada no estado. A empresa recebeu, em 2013, pelo terceiro ano consecutivo o Selo de Excelência em Franchising, concedido pela Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Fonte: Prime Comunicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada,por nos deixar sua opinião.